Como usar o ENEM para estudar em Portugal?

Se passar em uma boa universidade brasileira já é um sonho para muitos, estudar em outro país, em universidades estrangeiras, é um sonho ainda maior. E não é um sonho tão distante – desde que você vá bem no Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, você pode estudar em mais de 50 universidades de Portugal!

Essa possibilidade existe desde 2014, quando o Ministério da Educação de Portugal permitiu que as Instituições de Ensino Superior definissem como seria feita a seleção de estudantes internacionais em seus cursos.

Foi a partir disso que a Universidade de Coimbra, a mais antiga do mundo, foi pioneira no país e firmou convênio com o Inep, que é o órgão responsável pelo Enem no Brasil.

Outras escolas seguiram a UC e passaram a aceitar a nota do Enem pouco tempo depois. Em 2020, um acordo ampliou o número de universidades portuguesas que aceitam a nota do nosso exame de ensino médio – hoje, são 51.

No entanto, apesar de públicas, os estudantes precisam pagar pelo estudo, que variam conforme o curso e a universidade – mas algumas universidades oferecem bolsa ou ajuda de custo a depender da nota obtida.

De uma forma geral, o processo é simples: é preciso fazer o Enem, averiguar se as suas notas atendem aos requisitos da universidade e averiguar o período de inscrições da instituição que você quer estudar.

Desde 2016 os trâmites são todos feitos de forma remota, com processo conduzido pela Assessoria Internacional e pela Diretoria de Avaliação da Educação Básica do Inep.

 Mais abaixo, listaremos todas as universidades que aceitam a prova como critério para ingresso.     

Nota de corte

A instituição que mais atrai alunos brasileiros a Universidade de Coimbra. A nota de corte mínima para estudar lá é de 600 pontos, podendo variar para mais a depender do curso. É mais baixa do que na maioria dos cursos da USP, UFRJ, UFRGS, UFC, UnB, UFG e UFMG, por exemplo.

Nesta página, você pode acessar todos os detalhes sobre o assunto.

No entanto, cada universidade tem uma nota de corte única, então não tem jeito: é preciso averiguar com cada uma delas.

Sabendo que sua nota de corte é aceita, você deve fazer a candidatura  diretamente no site das universidade. Geralmente, esse processo é dividido em três fases:

1ª fase: janeiro e fevereiro;

2ª fase: março e abril;

3ª fase: maio, junho e julho.

Lembrando que, diferente do Brasil, o ano letivo em Portugal inicia no mês de setembro.

Em quais universidades portuguesas o Enem é aceito?

Confira abaixo as universidades lusitanas que aceitam o Enem, bem como o site de cada uma delas para que você possa conferir mais informações e realizar a sua candidatura.

1. Universidade de Coimbra (UC)

2. Universidade do Algarve (UAlg)

3. Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria)

4. Instituto Politécnico de Beja (IPBeja)

5. Instituto Politécnico do Porto (P.Porto)

6. Instituto Politécnico Portalegre (IPP)

7. Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA)

8. Instituto Politécnico de Coimbra (IPC)

9. Universidade de Aveiro (UA)

10. Instituto Politécnico da Guarda (IPG)

11. Universidade de Lisboa (ULisboa)

12. Universidade do Porto (U.Porto)

13. Universidade da Madeira (UMa)

14. Instituto Politécnico de Viseu (IPV)

15. Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarem)

16. Universidade dos Açores (UAc)

17. Universidade da Beira Interior (UBI)

18. Universidade do Minho

19. Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (Cespu)

20. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Universidade Lusófona)

21. Instituto Politécnico de Setúbal (IPS)

22. Instituto Politécnico de Bragança (IPB)

23. Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB)

24. Universidade Lusófona do Porto (ULP)

25. Universidade Portucalense (UPT)

26. Instituto Universitário da Maia (Ismai)

27. Instituto Politécnico da Maia (Ipmaia)

28. Universidade Católica Portuguesa (UCP)

29. Universidade Fernando Pessoa (UFP)

30. Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA)

31. Instituto Leonardo da Vinci (ILV)

32. Escola Superior de Saúde do Alcoitão (Essa)

33. Universidade Lusíada – Norte

34. Universidade Lusíada

35. Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC)

36. Escola Superior Artística do Porto (Esap)

37. Universidade Europeia

38. Instituto Universitário de Lisboa (Iscte-IUL)

39. Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa (ESSNorteCVP)

40. Universidade Autônoma de Lisboa (UAL)

41. Instituto Politécnico da Lusofonia (Ipluso)

42. Instituto de Estudos Superiores de Fafe (IESFafe)

43. Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes (Ismat)

44. Instituto Superior Dom Dinis (Isdom)

45. Instituto Superior de Gestão (ISG)

46. Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém (Isla Santarém)

47. Instituto Superior de Gestão e Administração de Gaia (Isla Gaia)

48. Instituto Português de Administração de Marketing (Ipam) de Lisboa

49. Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC)

50. Instituto Português de Administração de Marketing (Ipam) do Porto

51. Universidade Nova de Lisboa

Outras informações

Algumas outras informações são importantes antes que você possa decidir estudar em Portugal, tais como as exigências e os documentos necessários. As informações são do Portal EuroDicas.

De uma forma geral, cada universidade pode exigir, além da nota de corte, uma documentação específica. Mas no geral, é exigido:

  • Declaração de que cumpre todos os pré-requisitos;
  • Cópia do documento de identidade ou passaporte;
  • Cópia do CPF;
  • Foto 3×4;
  • Certificado de equivalência ao ensino secundário português;
  • Diploma apostilado, com base nas regras da Apostila de Haia, do ensino médio;
  • Histórico completo apostilado do ensino médio;
  • Declaração pessoal com as notas do ENEM (e uma imagem da tela onde aparecem as classificações).

Os requisitos são os seguintes:

  • Não possuir nacionalidade europeia: apresentar declaração de honra comprovando;
  • Não ser descendente direto ou cônjuge de alguém que possua nacionalidade europeia;
  • Não morar legalmente em Portugal há mais de dois anos;
  • Não ter o Estatuto de Igualdade de Direitos;
  • Ter feito a prova do ENEM;
  • Possuir uma qualificação equivalente ao ensino secundário português;
  • Possuir certificado de conclusão do ensino médio: no geral, as instituições dão três prazos para inscrições, ou seja, candidaturas, que são aceitas exclusivamente pela internet, nos portais das universidades.

Curso de Medicina

No entanto, diferente da maioria dos outros cursos, o curso de medicina não é aceito pelo Enem para estudar em Portugal. Para esse curso, em específico, é preciso possuir nacionalidade portuguesa ou de outro país da União Europeia; ser familiar de alguém que a tenha; morar legalmente e de forma ininterrupta em Portugal há mais de dois anos; ou morar legalmente no país há mais de seis meses e solicitar o Estatuto de Igualdade de Direitos e Deveres.

Se enquadrando em um dos requisitos acima, é possível então fazer o Exame Nacional, o equivalente ao Enem em Portugal, para então concorrer a uma vaga em uma universidade portuguesa junto com os portugueses.

Outros países

Embora as parcerias formais sejam apenas com Portugal, outros países também consideram a nota do Enem.

No Reino Unido, a nota é exigida para ingresso nas universidades de OxfordKingston e Bristol, além de outros tópicos como histórico escolar, atividades extracurriculares, fluência em inglês e até mesmo a realização do vestibular local.

Na França, algumas universidades aceitam a nota do Enem, mas é um processo mais complexo, já que as Instituições de Ensino geralmente exigem que os candidatos tenham sido aprovados antes em cursos semelhantes aos que estão aplicando na França. No site Campus France é possível averiguar as informações sobre como estudar no país.

Nos Estados Unidos, a New York University aceita a nota para todos os cursos de graduação. Com isso, substituiu suas provas padronizadas tradicionais (SAT ou ACT) por meio do Test Flex Policy, que permite aceitar exames de outras nacionalidades.

Conclusão

Tanto em Portugal quanto nos outros países, a melhor forma de conseguir entrar nas universidades é se destacando e obtendo boas notas na prova. Para isso, é essencial estar preparado e ter o conhecimento necessário para obter um bom desempenho.

O pré-vestibular é o melhor momento para isso e o Colégio Córtex é a melhor opção para essa preparação. Somos uma instituição com metodologia própria, conteúdo forte, com foco no ENEM e principais vestibulares. Por conta disso, nossos alunos conquistam grandes desempenhos e integram as melhores universidades do país.

Aqui você conta com uma equipe de professores qualificados, com ensino humanizado e sempre prontos para ensinar da melhor maneira o conteúdo para os alunos. Clique e saiba mais!

Gostou? compartilha.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais posts relacionados.

Humor e aprendizado combinam? Entenda como aprender se divertindo

Dicas de estudo testadas e comprovadas não faltam por aí, e a maioria de nós sabe o básico: coisas como desenvolver um plano claro, encontrar um espaço sem distrações, fazer...

Como aproveitar o Ensino Médio para se preparar para a faculdade

Se você clicou neste artigo, certamente já está pensando no vestibular, mesmo que ainda não esteja no ano das provas. E faz certo! Por mais que o último ano seja...

Quais os assuntos que mais caem no Enem?

A data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está se aproximando! E quando começa a contagem regressiva para a prova, a ansiedade vai aumentando, não é mesmo? Mas não...

Enem Digital: O que você precisa saber?

Neste ano de 2020, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá também aplicação digital. Essa informação certamente não é novidade. Mas, afinal, o que muda a partir de agora?...

Métodos de estudos que melhoram o aprendizado

Quando o assunto é Enem e vestibulares, não adianta acreditar que apenas o conteúdo passado em sala de aula será suficiente. É preciso planejamento e estratégia para seguir os estudos...

Você sabe estudar em casa? Descubra!

Estudar em casa e sozinho exige foco, comprometimento e dedicação. As distrações são muitas e aquele famoso “vou dar só uma olhadinha nas redes sociais” facilmente se transforma em horas....